+55 41 3224 7711
Home > Notícias > Fiscalização de bagagem de mão fica mais rigorosa nos aeroportos
Terça, 21 de Maio de 2019
Fiscalização de bagagem de mão fica mais rigorosa nos aeroportos
" data-layout="button_count" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">
As regras para passageiros portando bagagem de mão não são nenhuma novidade – elas estão em vigor desde 2017, quando a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) publicou uma resolução para normatizar diversos serviços prestados pelas companhias aéreas aos seus clientes – incluindo a cobrança para despachar a bagagem, mas a partir de Abril de 2019 o tamanho da mala que pode ser levada a bordo passou a ser fiscalizado com mais rigor, focada exclusivamente nos voos nacionais.

"O objetivo da orientação é agilizar o fluxo dos passageiros nas áreas de embarque, evitando atrasos e trazendo maior conforto para todos os passageiros. As malas fora do padrão precisarão ser despachadas nos check-ins das companhias aéreas, estando sujeitas a cobranças de acordo com o tipo de franquia contratada para a viagem", informou a Abear.

A bagagem de mão deve ter até 55 centímetros de altura, 35 centímetros de largura e 25 centímetros de profundidade – incluindo alça, bolsos e rodinhas -, dimensões que seguem os padrões da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA). Também há um peso máximo estabelecido: dez quilos. Se a mala ou similar atender a essas especificações e couber na caixa-molde da área de triagem, o viajante poderá levá-la a bordo.

Caso a mala ou similar não caiba na caixa-molde (veja a foto ilustrativa) e ultrapasse as dimensões estipuladas, o passageiro será reencaminhado ao check-in da empresa para despachar a bagagem e terá que pagar a taxa cobrada pela companhia.

FONTES: Tribuna / G1

Assine nossa newsletter para receber notícias e promoções:

Endereço: Costa Blanca Turismo & Eventos - Rua Francisco Zanicotti Sobrinho, 189 - Santa Cândida - 82.640-220 - Curitiba - PR - Fone 55 41 3224.7711
Vibe Studio